O fluxo imigratório do distrito do Porto para o estado do Pará: borracha, conflitos, epidemias e gênero (1834-1930)

Palavras-chave: Imigração portuguesa. Pará. Fluxo. Perfil. Passaporte. Gênero.

Resumo

O artigo analisa a imigração do distrito do Porto, Portugal, para o estado do Pará, Brasil, entre 1834 e 1930, por meio dos registros de passaporte do Governo Civil do Porto. Observa-se o fluxo ao longo das décadas, ressaltando as questões econômicas e sociais que movimentaram esses deslocamentos, assim como aspectos pontuais, como epidemias e conflitos sociais, com destaque para a Revolta Cabana, em escala local, e a Primeira Guerra Mundial, em nível global. É analisada a influência dos acompanhantes dos titulares dos passaportes e da reemigração no fluxo de migrantes. Também investiga-se o perfil dos imigrantes quanto à origem e naturalidade por distrito e concelho português. Por fim, o artigo problematiza a migração feminina e as questões de gênero que a envolvem, apontando para a assimetria dos deslocamentos de mulheres, sempre em menor quantidade em relação aos homens, mas com crescimento nas primeiras décadas do século XX.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristina Donza Cancela, Universidade Federal do Pará

Doutora em História pela Universidade de São Paulo-USP (2006), possui mestrado em Antropologia Social pela Universidade Estadual de Campinas -UNICAMP(1997), sendo graduada em História pela Universidade Federal do Pará-UFPA (1992). Realizou estágio Pós-doutoral na Universidade de Lisboa (2014). Atualmente é professora da Faculdade de História da UFPA, do Programa de Pós-Graduação em História Social da Amazônia e do Programa de Pós-Graduação em Antropologia. É investigadora integrada da Universidade de Lisboa. Tem experiência na área de estudos de História da Família, Migração, Gênero e Sexualidade. Participa como vice-líder do Grupo de Pesquisa do CNPQ População, Família e Migração na Amazônia e como membro do Grupo de Pesquisa do CNPQ Cidade, Aldeia e Patrimônio. É pesquisadora PQ-2 do CNPQ

Referências

ALMEIDA, M. A. P. As epidemias nas notícias em Portugal: cólera, peste, tifo, gripe e varíola 1854-1918. História, Ciências e Saúde Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 21, n. 2, p. 687-708, abr.-jun. 2014.

ALVES, J. F. Lógicas migratórias no Porto oitocentista. Emigração/imigração em Portugal. In: NIZZA da SILVA, M. B. et al. (org.). Actas do colóquio internacional sobre emigração/imigração em Portugal (sec XIX-XX). Porto: Fragmentos, 1993. p. 87-97.

ALVES, J. F. Os brasileiros: emigração e retorno no Porto oitocentista. Porto: Gráficas Reunidas, 1994.

ALVES, J. F. Emigração e sanitarismo – Porto e Brasil no século XIX. Ler História, n. 48, p. 141-156, 2005.

ARROTEIA, J. C. A emigração portuguesa: suas origens e distribuição. Lisboa: Instituto de Cultura e Língua Portuguesa/ Ministério da Educação, 1983.

BASSANEZZI, M. S. Mulheres que vêm, mulheres que vão. In: PINSKY, C.; PEDRO, J. Nova história das mulheres. São Paulo: Editora Contexto, 2012. p. 169-193.

BELTRÃO, J. F. Cólera: o flagelo da Belém do Grão-Pará. Belém: Editora da UFPA/Goeldi Editoração, 2004.

BRETTELL, C. Homens que partem, mulheres que esperam. Lisboa: Dom Quixote, 1991.

CANCELA, C. D.; COSME, J. R. Entre fluxos, fontes e trajetórias: imigração portuguesa para uma capital da Amazônia (1850-1920). Revista Estudos Ibero-Americanos, Porto Alegre, v. 42, n. 1, p. 232-254, jan.-abr. 2016.

CARVALHO, M. A. Bebendo açaí comendo bacalhau: perfil e práticas da sociabilidade lusa em Belém do Pará entre finais do século XIX e início do XX. 2011. Tese (Doutorado em História) – Universidade do Porto, Porto, 2011.

CHAMBOULEIRON, R. Povoamento, ocupação e agricultura na Amazônia colonial (1640-1706). Belém: Editora Açaí, 2010.

COSME, J. S. R. Quadros da emigração portuguesa para o Pará (Brasil): 1886-1900. Naveg@mérica. Revista electrónica editada por la Asociación Española de Americanistas, n. 15, 2015.

CRUZ, M. A. Eleições no Porto e em Gondomar: da monarquia para a república. Revista da Faculdade de Letras-História, Porto, III série, v. 8, p. 459-479, 2007.

EMMI, M. F. Um século de imigrações internacionais na Amazônia brasileira (1850-1950). Belém: NAEA, 2013.

FERRARIA, M. J.; AMORIM, P. A emigração para o Brasil através dos livros de registo de passaporte do Governo Civil do Porto (1880-1890). In: SOUSA, F.; MARTINS, I. A emigração portuguesa para o Brasil. Porto: Cepese; Rio de Janeiro: Faperj, 2007. p. 209-220.

FERREIRA, D. A emigração do norte de Portugal para o Brasil: uma primeira abordagem (1918-1931). In: SARGES, M. et al. (org.). Entre mares: o Brasil dos portugueses. Belém: Pakatatu, 2010. p. 145-159.

FERREIRA, M. Os portugueses do Brasil, atores das relações luso-brasileiras, fim do século XIX início do século XX. Rio de Janeiro: Arquivo da Cidade do Rio de Janeiro, 2007. Disponível em: www0.rio.rj.gov.br/arquivo/pdf/quartas_no_arquivo/2007/palestra_MarieJoFerreira.pdf. Acesso em: 8 jun. 2013.

FONTES, E. Preferem-se portugues(as): trabalho, cultura e movimento social em Belém do Pará (1885-1914). 2002. Tese (Doutorado em História) – Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Campinas, 2002.

GUIMARÃES, L. A. V. De chegadas e partidas: migrações portuguesas no Pará (1800-1850) – migrações e trajetórias de vidas de portugueses no Pará (1800-1850). Jundiaí: Paco Editorial, 2018.

HOMEM, A. C. Jacobinos, liberais e democratas na edificação de Portugal contemporâneo. In: TENGARRINHA, J. História de Portugal. São Paulo: Unesp; Bauru, SP: Edusc, 2000. p. 263-282.

KLEIN, H. A integração social e económica dos imigrantes portugueses no Brasil nos finais do século XIX e no século XX. Análise Social, v. 28, n. 121, p. 235-265, 1993.

LEITE, J. C. Emigração portuguesa: a lei e os números. Análise Social, v. XXIII, n. 3, p. 463-480, 1987.

LEITE, J. C. O transporte de emigrantes: da vela ao vapor na rota para o Brasil, 1851-1914. Análise Social, v. XXVI, p. 741-752, 1991.

LEITE, J. C. O Brasil e a emigração portuguesa. In: FAUSTO, B. (org.). Fazer a América. São Paulo: Edusp, 2000. p. 185.

MAIA, F. P. S.; MONTEIRO, I. B. Impactos da emigração portuguesa para o Brasil no norte de Portugal – finais do séc. XIX e inícios do XX. Navegar, v. 1, n. 1, p. 122-149, jul.-dez. 2015.

MASSEY, D. Patterns and processes of international migration in the 21st century. In: CONFERENCE ON AFRICAN MIGRATION IN COMPARATIVE PERSPECTIVE. Proceedings [...]. Johannesburg, South Africa, 4-7 June 2003.

MATOS, M. I. Âncora de emoções: a imigração portuguesa. Cadernos CERU, série 2, v. 19, n. 1, junho 2008.

MATOS, M. Portugueses: deslocamentos, experiências e cotidiano. São Paulo, séculos XIX e XX. Bauru: Edusc, 2013.

MATOS, M. I. S.; TRUZZI, O.; CONCEIÇÃO, C. F. Mulheres imigrantes: presença e ocultamento (interiores de São Paulo, 1880-1930). Revista Brasileira de Estudos de População, v. 35, n. 3, 2018.

MENDES, J. S. R. Laços de sangue: privilégio e intolerância à imigração portuguesa no Brasil. Porto: Cepese, 2010.

MENEZES, L. M.; MATOS, M. I. S. Gênero e imigração: mulheres portuguesas em foco (Rio de Janeiro e São Paulo – XIX e XX). São Paulo: e-Manuscrito, 2017.

PEIXOTO, J. As teorias explicativas das migrações: teorias micro e macro-sociológicas. Lisboa: Instituto Superior de Economia e Gestão (SOCIUS), 2004. (Working Paper, 11/2004)

PONTES, D. O cerco da peste no Porto: cidade, imprensa e saúde pública na crise sanitária de 1899. Dissertação (Mestrado) – Universidade do Porto, Porto, Portugal, 2012.

RIBEIRO, G. S. O imigrante e a imigração portuguesa no acervo da Justiça Federal do Rio de Janeiro. Revista População e Sociedade, n. 14-15, parte I, p. 121-142, 2007.

RICCI, M. Cabanagem, cidadania e identidade revolucionária ao problema do patriotismo na Amazônia entre 1835-1840. Tempo, v. 11, n. 22, p. 5-30, 2007.

ROCHA, I. P. Imigração internacional em São Paulo – retorno e reemigração (1890-1920). Dissertação (Mestrado) – Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, 2007.

ROCHA, R. A emigração do Porto para o Brasil durante a primeira guerra mundial (1914-1918). In: SOUSA, F. et al. Um passaporte para a terra prometida. Porto: Fronteira do Caos/Cepese, 2011.

RODRIGUES, T. A população portuguesa nos séculos XIX e XX: o acentuar das assimetrias de crescimento regional. População e Sociedade, n. 1, p. 57-86, 1995.

SANTOS, P. M. dos; FERREIRA, D. As relações Portugal-Brasil e a emigração portuguesa. O impacto da legislação nacionalista de Getúlio Vargas. História. Revista da FLUP, IV série, v. 7, p. 35-56, 2017.

SERRÃO, J. A emigração portuguesa: sondagem histórica. 4. ed. Lisboa: Livros Horizonte, 1982.

SARMENTO, C. A. A. M. Emigração familiar para o Brasil do distrito de Braga, no ano de 1912. In: SOUSA, F. de; MARTINS, I. de L.; MATOS, I. (coord.). Nas duas margens: os portugueses no Brasil. Porto: Edições Afrontamento; Cepese, 2009. p. 290-291.

SCOTT, A. S. V. Uma história de despedidas: a migração portuguesa para o Brasil (1822-1914). Revista de Ciências Humanas, Florianópolis, n. 27, p. 29-56, abr. 2000.

SILVA, H. D. Reformas administrativas em Portugal desde o século XIX. Jurismat: Revista Jurídica, Portimão, n. 1, p. 65-97, 2012.

SOUSA, F. et al. A emigração portuguesa para o Brasil e as origens da Agência Abreu (1840). Lisboa: Fronteira do Caos Editores, 2009 (Coleção os Portugueses no Mundo).

Publicado
2019-10-02
Como Citar
Cancela, C. D. (2019). O fluxo imigratório do distrito do Porto para o estado do Pará: borracha, conflitos, epidemias e gênero (1834-1930). Revista Brasileira De Estudos De População, 36, 1-22. https://doi.org/10.20947/s0102-3098a0079
Seção
Artigos originais